O Malho, a imprensa empresarial e a criação da revista O Tico-Tico.

Main Article Content

Roberta Ferreira Gonçalves

Abstract

The modernization of O Malho magazine workshops in 1905 led to print segmentation and the following business organization that gave rise to Empreza O Malho and then the Sociedade Anônima O Malho. During the same year, the illustrated magazine for children O Tico-Tico was published. It represented an important part for establishing the entrerprise and its publishing project, which aimed to reach every family audience with its magazines. Also an intellectual and journalistic project, O Tico-Tico became the most relevant magazine for the O Malho enterprise until the 1960s. In this paper, our aim is to discuss the creation of the O Tico-Tico magazine as an important event to promote the entrepreneurial organization of the O Malho group, which was, in turn, an important part of the main transformations suffered by the Brazilian periodic press of the first half of the XXth Century.

Article Details

How to Cite
Gonçalves, R. (2020). O Malho, a imprensa empresarial e a criação da revista O Tico-Tico. Brasiliana: Journal for Brazilian Studies, 9(1), 278-311. https://doi.org/10.25160/bjbs.v9i1.120284
Section
Dossier

References

Marcia Abreu e Jean-Yves Mollier (2016). ‘Circulação Transatlântica dos impressos – a globalização da cultura no século XIX’ in Abreu, Marcia (org.). Romances em movimento. A circulação transatlântica dos impressos (1789-1914). Campinas: Editora da Unicamp. pp. 9-13.
Bahia, Benedito. (2009) História, jornal e técnica: história da imprensa brasileira. Volume 1. Rio de Janeiro: Mauad X.
Barbosa, Marialva. (2007) História Cultural da Imprensa. Brasil – 1900-2000. Rio de Janeiro: Mauad X.
Dutra, Eliana. (2005) Rebeldes literários da República. História e identidadenacional no Almanaque Brasileiro Garnier (1903-1914). Belo Horizonte: Editora UFMG.
Eliana Dutra. (2006) ‘A nação nos livros: a biblioteca ideal na coleção Brasiliana’ in Dutra, Eliana; MOLLIER, Jean-Yves (orgs.). Política, nação e edição: o lugar dos impressos na vida política do Brasil, Europa e Américas nos séculos XVIII-XX. São Paulo: Annablume, pp.299-314.
Ferreira, Orlando. (1994) Imagem e letra. Introdução à bibliografia brasileira: a imagem gravada. São Paulo: EDUSP.
Gomes, Ivan; Gonçalves, Roberta. (2016) ‘Imagens de uma república infantil: Angelo Agostini nas revistas O Malho e O Tico-Tico’, Revista Maracanan, 12 (14), pp. 225-240.
Gonçalves, Roberta Ferreira. (2019) As Aventuras d’O Tico-Tico: formação infantil no Brasil Republicano 91905-1962). Tese (Doutorado em História) – UFF, Niterói.Hansen, Patrícia. (2007) Brasil, um país novo: literatura cívico-pedagógica e a construção de um ideal de infância brasileira na Primeira República. Tese (Doutorado em História Social) – USP, São Paulo.
Jean-François Sirinelli . (2003) ‘Os intelectuais’ in: Rémond, René. (org) Por uma história política. Rio de Janeiro: Editora FGV, pp. 231-269.
Jean-Yves Mollier . (2008) ‘O surgimento da cultura midiática na Belle Époque: a instalação de estruturas de divulgação de massa’ in Mollier, Jean-Yves. (org.) A leitura e seu público no mundo contemporâneo: ensaios sobre história cultural. Belo Horizonte: Autêntica Editora, pp. 175-190.
Knauss, Paulo et all. (2011) Revistas Ilustradas. Modos de ler e ver no Segundo Reinado. Rio de Janeiro: Mauad-X; FAPERJ.
Lins, Vera, Oliveira, Claudia de; Velloso, Monica. (2010) Moderno em revista: representações do Rio de Janeiro de 1889 a 1930. Rio de Janeiro: Garamond.
Loredano, Cássio. (org.) (2008). O vidente míope. Rio de Janeiro: Folha Seca.
Tania Regina de Luca. (2008). A grande imprensa na primeira metade do século XX. In Martins, Ana Luiza e Luca, Tania Regina. História da Imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, pp. 149-175.
Lucas, Taís Campelo. Cinearte: o cinema brasileiro em revista (1926-1942). Dissertação de mestrado, UFF, 2005.
Marco Morel. (2008) ‘Os primeiros passos da palavra impressa’ in Martins, Ana Luiza; Luca, Tânia Regina de. (orgs.) História da imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, pp. 23-43.
Martins, Ana Luiza. (2008) Revistas em revista: imprensa e práticas culturais em tempos de República, São Paulo (1890-1922). São Paulo: EDUSP.
Monteiro Lobato. (2008) ‘A caricatura no Brasil’ in: Lobato, Monteiro. Ideias do Jeca Tatu. São Paulo: Globo.
Nagle, Jorge. (1974) Educação e sociedade na Primeira República. São Paulo: EPU/EDUSP.
Patrícia Hansen; Angela de Castro Gomes. (2016) ‘Apresentação – Intelectuais, mediação cultural e projetos políticos: uma introdução para a delimitação do objeto de estudo’. In: Hansen, Patrícia; Gomes, Angela de Castro. (orgs.) Intelectuais mediadores: práticas culturais e ação política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileir.
Patrícia Raffaini. (2008) Pequenos poemas em prosa: Vestígios da leitura ficcional na infância brasileira, nas décadas de 30 e 40. Tese (Doutorado em História Social) - USP. São Paulo.
Rosa, Zita de Paula. (2002) O Tico-Tico: meio século de ação recreativa e pedagógica. Braga ça Paulista: EDUSF.
Saliba, Elias Thomé. (2002) Raízes do riso: a representação humorística na história brasileira da Belle Époque aos primeiros tempos do rádio. São Paulo: Companhia das Letras.
Süssekind, Flora. Cinematógrafo das letras: literatura, técnica e modernização no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras.