O olhar afro-brasileiro de Mário de Andrade para o “irmaozão do Norte” no contexto do pan-americanismo

Main Article Content

Angela Grillo

Abstract




In the 1930s and 1940s, Brazilian intellectuals and artists – allied or persecuted by the Estado Novo – were enthusiastic about the Pan- Americanist proposals. Although insistently sought by US researchers Mário de Andrade, in turn, had a constant distrust of the “big brother of the north”. This article, based on a study of the social network of the time around the writer, explores the critical stance of the Afro-Brazilian Mario de Andrade towards the United States, in the context of Pan- Americanism. The knowledge that he acquired from cultures of African derivation, the recognition avant la lettre of a diasporic black identity and of racial violence set the tone of his unique interpretation of the “democratic paradise”.




Article Details

How to Cite
Grillo, A. (2019). O olhar afro-brasileiro de Mário de Andrade para o “irmaozão do Norte” no contexto do pan-americanismo. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 8(1-2), 50-62. Retrieved from https://tidsskrift.dk/bras/article/view/115214
Section
Dossier
Author Biography

Angela Grillo, Zhejiang Yuexiu University of Foreing Languages

Senior Lecturer

Felipe Botelho Correa is a literary and cultural scholar with interests spanning literature, music, film, language, and print culture from the Portuguese-speaking worlds, with an emphasis on Brazil.  

Felipe joined the Department of Spanish, Portuguese and Latin American Studies at King’s College London in 2013, after studying at the Universities of Oxford (PhD in Modern Languages), Brown, USA (postgraduate visiting scholar) and PUC-Rio, Brazil (MPhil and BA in Media Studies). 

He has held visiting fellowships at Princeton University and the National Autonomous University of Mexico, as well as lecturing in various universities in the UK, USA, and Brazil.

References

ANDRADE, Mário de; ALVARENGA, Oneyda. Cartas. São Paulo: Duas Cidades, 1983,
_______. Poesias completas. Edição de texto apurado, anotada e acrescida de documentos por Tatiana Longo Figueiredo e Telê Ancona Lopez. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013, v. 1 e 2.
_______. “Música Universitária” (1944). APUD: TONI, Flávia Camargo; CAROZZE, Valquíria Maroti. Mário de Andrade, Francisco Curt Lange e Carleton Sprague Smith: as discotecas públicas, o conhecimento musical e a política cultural. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 57.
_______. “A Expressão musical dos Estados Unidos”. In: Música, doce música. Organização de Oneyda Alvarenga. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013 (a).
_______. “A música no Brasil”. In: Música, doce música. Organização de Oneyda Alvarenga. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013 (b).
ANTELO, Raul (Org.). Cartas a Murilo Miranda (1934/1935). Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981.
DUARTE, Paulo. Mário de Andrade por ele mesmo. São Paulo: Edart, 1971.
GRILLO, Angela Teodoro Grillo. O losango negro na poesia de Mário de Andrade. Tese de doutorado. Orientação: Telê Ancona Lopez. FFLCH-USP, 2015
_________. Sambas insonhados: o negro na perspectiva de Mário de Andrade. São Paulo: Ciclo Continuo, 2016.
_________. Ao som do jazz... os Estados Unidos da América na poesia de Mário de Andrade. Revista Ilha do Desterro (UFSC), v. 70, p. 27-37, 2017.
_________. “Uma história recuperada: o volume 13 das Obras Completas de Mario de Andrade”. In: ANDRADE, Mário de. Aspectos do folclore brasileiro. São Paulo: Editora Global, p. 9 a 20, 2019.
HESSS, Carol A. Representing the Good Neighbor: music, difference and the pan american dream. New York: Oxford Universty press, 2013.
MORAES, Marcos Antonio de (Org.). Correspondência Mário de Andrade e Manuel Bandeira. São Paulo, Edusp, 2001.
________. Câmara Cascudo e Mário de Andrade: cartas 1924-1944. Organização, pesquisa iconográfica, estabelecimento de texto e notas Marcos Antonio de Moraes. São Paulo: Global, 2010.
SOUZA, Eneida Maria (Org.). Correspondência Mário de Andrade & Henriqueta Lisboa. Organização, introdução e notas Eneida Maria de Souza. Transcrição de manuscritos: Maria Silvia Barsalini. São Paulo: Editora Peirópolis/ EDUSP, 2010.
SCHWARTZMAN, Simon et al. “Correspondência selecionada”. In: Tempos de Capanema. São Paulo: Edusp, Paz e Terra, 1984, p. 368.
TACUCHIAN, Maria de Fátima Granja. Pan-americanismo, propaganda e música erudita: Estados Unidos e Brasil (1939-1948). Tese de doutorado. Orientação: Prof. Dr. Arnaldo Daraya Contier. FFLCH-USP, 1998.
LOPEZ, Telê Ancona. Mário de Andrade: ramais e caminhos. São Paulo: Duas Cidades, 1972.
______. “A biblioteca de Mário de Andrade: seara e celeiro da criação”. In: Criação em progresso: ensaios de crítica genética. Organização Roberto Zular. São Paulo: Editora Iluminuras, 2002, p. 45-72.
MINCHILLO, Carlos Cortez. Erico Veríssimo, um escritor do mundo: circulação literária, cosmopolitismo e relações internacionais. São Paulo: Edusp, 2015.
TONI, Flávia Camargo. Correspondência Mário de Andrade e Camargo Guarnieri, In: SILVA, Flávio (org.). Camargo Guanieri: o tempo e a obra. São Paulo: Imprensa Oficial, 2001.
TONI, Flávia Camargo; CAROZZE, Valquíria Maroti. Mário de Andrade, Francisco Curt Lange e Carleton Sprague Smith: as discotecas públicas, o conhecimento musical e a política cultural. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 57, p. 181-204, 2013.