Por um arquivo literário afro-brasileiro: uma breve introdução à obra de Edimilson de Almeida Pereira

Main Article Content

Isis Barra Costa

Abstract

Em 2017, Edimilson de Almeida Pereira sugeriu quea produção literária afro-brasileira fosse compreendida não como modalidade do cânone brasileiro, mas como uma tradição com seus próprios paradigmas epistemológicos e cosmovisões, era necessário o delineamento de uma outra estrutura interpretativa. Este artigo é uma breve introdução às ideias de Edimilson de Almeida Pereira em sua proposta  de pensar as “formas exiladas” do cânone literário brasileiro.

Article Details

How to Cite
Barra Costa, I. (2019). Por um arquivo literário afro-brasileiro: uma breve introdução à obra de Edimilson de Almeida Pereira. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 8(1-2), 394-400. Retrieved from https://tidsskrift.dk/bras/article/view/114911
Section
Varia

References

BERND, Zilá. “Vozes negras na poesia brasileira: contraponto com a poesia de língua francesa do Caribe”. São Paulo: USP, 1987.
______ . “Da voz à letra: itinerários da literatura afro-brasileira”. Via Atlantica, Vol 18, 2010.

BRATHWAITE, Kamau. (1971). Folk Culture of the Slaves in Jamaica. London: New Beacon Books, 1981.

CANDIDO, Antonio. (1959) Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. São Paulo: FAPESP; Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2009.

COUTINHO, Eduardo F. “A literatura comparada e o contexto latino-americano”. Raído, Vol.2, N 3, 2008.

CUNHA, Maria Zilda .“Naus frágeis e novos paradigmas em literatura e educação”. Perspectiva, Vol. 30, N 3, Setembro/Dezembro 2012.

DAWSON, C. Daniel. “Treasure in the Terror: The African Cultural Legacy in the Americas”. The Freedom Chronicle on Northern Kentucky, 2002. University’s Institute for Freedom Studies website. https://www.nku.edu/~freedomchronice/ (Site descontinuado. Texto sem paginação.)

DERRIDA, Jacques. “A violência da letra: de Lévi-Strauss a Rousseau”. In Gramatalogia. São Paulo: Perspectiva, 1999.

DUARTE, Eduardo de Assis “Literatura afro-brasileira: um conceito em construção”. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, N 31, Janeiro-junho 2008.
______ . (Org.). Literatura e afrodescendência no Brasil: antologia crítica. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.
______ (Org.). Literatura afro-brasileira: 100 autores do século XVIII ao XXI. Rio de Janeiro: Pallas, 2014.
______ . “Por um conceito de literatura afro-brasileira”. Revista de Crítica Literaria Latinoamericana, Ano 41, N 81, 2015.

ELIOT, T.S. (1919) “Tradition and The Individual Talent.” In Perspecta, Vol 19 , 1982.
______ .“Tradição e talento individual.” In Ensaios [tradução, introdução e notas de Ivan Junqueira]. São Paulo, Art Editora, 1989.

LORDE, Audre. “The Master’s Tools Will Never Dismantle the Master’s House.” 1984. In Sister Outsider: Essays and Speeches. Berkeley, CA: Crossing Press, 2007.

MARTINS, Leda Maria. Afrografias da memória: o reinado do Rosário no Jatobá. São Paulo: Editora Perspectiva; Belo Horizonte: Mazza Edições, 1997.
______ .“Performances do tempo espiralar.” In: RAVETTI, Graciella; ARBEX, Márcia (Orgs.). Performance, exílio, fronteiras: errâncias territoriais e textuais. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

FOGAÇA, Jennifer Rocha Vargas. "Uso do ácido sulfúrico pela indústria"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/uso-Acido-sulfurico-pela-industria.htm.

LÉVI-STRAUSS, Claude. “Lição de escritura”. In Tristes trópicos. Lisboa: Edições 70, 1981.

MORIN, Edgar (Org.). Educar na era planetária: o pensamento complexo como método de aprendizagem pelo erro e incerteza humana. 2.ed. São Paulo, Brasília, DF: Cortez, UNESCO, 2007.

PEREIRA, Edimilson de Almeida. Lugares ares: obra poética 2. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2003.
______ . A saliva da fala: notas sobre a poética banto-católica no Brasil. Rio de Janeiro: Azougue, 2017.

RISÉRIO, Antonio. Textos e tribos: Poéticas extra-ocidentais nos trópicos brasileiros. Rio de Janeiro: Imago, 1993.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Territórios contestados: o currículo e os novos mapas políticos e culturais. Petrópolis: Vozes, 1993.