A dimensão cultural na política africana do Brasil (1960 – 2010)

Main Article Content

Pedro Andrade Matos

Abstract




This article discusses the African cultural dimension in Brazilian foreign policy from the 1960s, when the political relations with the independent African countries are formally established. The generic term “Brazil’s foreign policy towards Africa” was adopted to formalize these political, economic and cultural relations with the various countries of the continent. The article explores how Brazilian governments have mobilized the idea of sharing historical and cultural ties with the countries of the African continent when formulating Brazil’s foreign policy. This foreign policy is rooted in a culturalist discourse based on the sharing of a historical and cultural past and intense commercial exchange. However, throughout this period Brazil's African policy is characterized by certain incongruities in terms of the idea of cultural sharing and its appreciation in Brazil.




Article Details

How to Cite
Matos, P. (2019). A dimensão cultural na política africana do Brasil (1960 – 2010). Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 8(1-2), 136-166. Retrieved from https://tidsskrift.dk/bras/article/view/114907
Section
Dossier

References

Amos, Alcione Meira. 2007. Os que voltaram: a história dos retornados afro-brasileiros na África Ocidental no século XIX. Belo Horizonte: Tradição Planalto.
Cardoso, Fernando Henrique. 2008. Mãos à obra, Brasil: proposta de governo [online]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social.
Catermol, Fabrício. 2010. “O BNDES e o apoio às exportações.” In: Além, Ana Cláudia, Giambiagi, Fabio. (Orgs.). O BNDES em um Brasil em transição. Rio de Janeiro, BNDES.
Cervo, Amado Luiz, Bueno, Clodoaldo. 2002. História da Política Exterior do Brasil. Brasília: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais/Editora da Universidade de Brasília.
Da Silva, Luiz Inácio Lula. 2004. Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de abertura do Seminário Empresarial Brasil-Cabo Verde: Comércio e Investimentos. Disponível em: http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/presidencia/ex-presidentes/luiz-inacio-lula-da-silva/discursos/1o-mandato/2004/29-07-2004-discurso-do-presidente-da-republica-luiz-inacio-lula-da-silva-na-cerimonia-de-abertura-do-seminario-empresarial-brasil-cabo-verde-comercio-e-investimentos.
Da Silva, Luiz Inácio Lula. 2006. Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião da visita do presidente de Gana, John Agyekum Kufuor Palácio do Planalto, 10 de julho de 2006. Disponível em: .
Dantas, Raymundo Souza.1965. África Difícil. Rio de Janeiro: Editôra Leitura S/A. 1965.
Dávila, Jerry. 2011. Hotel Trópico: o Brasil e o desafio da descolonização africana, 1950-1980. São Paulo: Paz e Terra.
Dumont, Juliette; Fléchet Anaïs. 2014. “Pelo que é nosso!”: a diplomacia cultural brasileira no século XX. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 34, nº 67: 203-221.
Ferreira, Aloysio Nunes. 2017. “O imperativo da parceria com a África”. Correio Braziliense, 06/05/2017. Disponível em:http://www.funag.gov.br/ipri/repertorio/index.php/categorias/10-africa/598-o-imperativo-da-parceria-com-a-africa.
Gala, Irene Vida. 2007. A política externa do governo Lula para a África: a política externa como instrumento de ação afirmativa...ainda que não só. Brasília: Instituto do Rio Branco/Ministério das Relações Exteriores.
Gobo, Karla.2018. Da Exclusão à Inclusão Consentida: negros e mulheres na diplomacia brasileira. Política & Sociedade - Florianópolis - Vol. 17, nº 38: 440-464.
Lechini, Gladys. 2008. “O Brasil na África ou a África no Brasil? A construção da política africana pelo Itamaraty”. Nueva Sociedad, 2008, 55-71.
López, L.C. 2012.The concept of institutional racism: applications within the healthcare field. Interface - Comunicação Saúde Educação, v.16, n.40: 121-34.
Melo Franco, Afonso Arinos. 2007. “Discurso de posse do ministro das relações exteriores.” In: Franco, Álvaro da Costa (Org.). Documentos da Política Externa Independente, vol.1, 1961. Rio de Janeiro: Centro de História e Documentação Diplomática, Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão.
Ministério das Relações Exteriores. Diplomacia Cultural. Disponível em:.
Miyamoto, Shiguenoli. 2007. “A política externa brasileira para África no início do novo século: interesse e motivações.” XI Congresso Luso Afro Brasileiro de Ciências Sociais, Salvador, 07 a 10 de agosto de 2011.
Mourão, Fernando Augusto Albuquerque. 1999. “A evolução da Luanda: Aspectos socio-demográficos em relação à independência do Brasil e ao fim do tráfico. ” In: Pantoja Selma, Saraiva José Flávio Sombra (Orgs.). Angola e Brasil nas rotas do Atlântico Sul. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.
Oliva, Anderson Ribeiro. 2007. “O espelho africano em pedaços: diálogos entre as representações da África no imaginário escolar e os livros didáticos de história, um estudo de caso no recôncavo baiano”. Revista do Centro de Artes, Humanidades e Letras, vol. 1 (1).
Oliveira, Henrique Altemani de, Lessa, Antônio Carlos (Orgs.). 2006. Relações internacionais do Brasil: temas e agendas. São Paulo: Saraiva.
Patriota, Thomas Cooper. 2011. Les relations Brésil/Afrique sous les gouvernements Lula (2003-2010). Paris: Institut Français des Relations Internationales.
Pecequilo, Cristina Soreanu. 2008. “A Política Externa do Brasil no Século XXI: Os Eixos Combinados de Cooperação Horizontal e Vertical”. Revista Brasileira de Política Internacional, n°.51 (2): 136-153.
Penha, E. Alves. 2011. Relações Brasil-África e geopolítica do Atlântico Sul. Salvador: EDUFBA.
Penna Filho, Pio. 2006. A evolução da política africana do Brasil contemporâneo. In: Anais I Encontro Memorial do Instituto de Ciências Humanas e Sociais: nossa história com todas as letras. Mariana: Editora UFOP.
Pinheiro, Letícia. 2000. “Traídos pelo desejo: um ensaio sobre a teoria e a prática da política externa brasileira contemporânea”. Contexto Internacional, vol. 22, n° 2: 305-335.
Plano de Governo. 2007. Lula presidente - plano de governo 2007 / 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/plano_governo.pdf.
Quadros Jânio. 2006. “Bilhetes do Presidente Jânio Quadros ao Ministério das Relações Exteriores (1961). ” In: Franco, Álvaro da Costa (Ed.). Cadernos do centro de história e documentação diplomática, ano V, n° 8. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão/Centro de História e Documentação Diplomática.
Quadros, Jânio. 2007. “Mensagem presidencial ao Congresso Nacional, circular n° 3.863 de 1961. ” In: Franco, Álvaro da Costa (Org.). Documentos da Política Externa Independente, vol.1. Rio de Janeiro: Centro de História e Documentação Diplomática, Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, documento 5.
Ribeiro, Cláudio Oliveira. 2007. “Brasil-África: Notas sobre a Política Externa e Comercio Exterior”. Afro-Ásia, 35: 281-314.
Rodrigues, José Honório. 1982. Brasil e África: Outro Horizonte. Rio de Janeiro, Nova Fronteira.
Rossi, Amanda. 2015. Moçambique, o Brasil é aqui [recurso eletrônico]. Rio de Janeiro: Record.
Rousseff, Dilma. 2013. Discurso da Presidente da República, Dilma Rousseff, na cerimônia de comemoração do Cinquentenário da União Africana. Disponível em: .
Santos, Vanicléia Silva. 2012. “Apresentação História da África no Brasil: Ensino e Historiografia”. Temporalidades, vol. 4. n° 2.
Saraiva, José Flávio Sombra. 1993. “Construção e desconstrução do discurso na política africana do Brasil”. Revista de Informação Legislativa-Senado Federal, n° 118: 219-236.
_____. 1996. O lugar da África: a dimensão atlântica da política externa brasileira (de 1946 a nossos dias). Brasília: Editora Universidade de Brasília.
_____. 2011. África parceira do Brasil Atlântico: Relações internacionais do Brasil e da África no início do século XXI. Belo Horizonte, Fino Traço.
Serra, José. 2016. Intervenção por ocasião da Reunião de Chanceleres do G20 – Sessão 3 – Cooperação com a África. Disponível em: .
Silva, Rosa da Cruz. 1999. “Benguela e o Brasil no final do século XVIII: Relações Comerciais e Políticas. ” In: Pantoja Selma, Saraiva José Flávio Sombra (Orgs.). Angola e Brasil nas rotas do Atlântico Sul. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.
Silveira, Azeredo Antônio Francisco da. 2015. “Depoimentos.” In: Moreira Lima, Sérgio Eduardo, Santos, Luís Cláudio Villafañe G. (Orgs.). Quarenta anos das relações Brasil-Angola: documentos e depoimentos /Part. II (159-164). Brasília: FUNAG.
TEMER, Michel. 2017. Princípios e objetivos da Política Externa Brasileira. Disponível em: .
Verger, Pierre. 2002. Fluxo e refluxo do tráfico de escravos entre o Golfo do Benin e a Bahia de Todos os Santos: dos séculos XVII a XIX. São Paulo: Corrupio.
Vigevani, Tullo, Cepaluni, Gabriel. 2007. “A política externa de Lula da Silva: a estratégia da autonomia pela diversificação”. Contexto Internacional, vol. 29, n° 2.