“Fidelidade Aliancista”: as alianças eleitorais nas eleições majoritárias estaduais e o caso do PSB

Roberta Carnelos Resende, Sara Epitácio

Abstract


O objetivo principal deste trabalho é identificar os perfis de alianças realizadas pelo PSB nas eleições para governador de 1990 a 2014. Pretende-se responder às seguintes questões: Quais são os parceiros preferenciais do PSB? Estes pertencem ao mesmo espectro ideológico? O partido opera com uma lógica particular em cada estado? Parte-se da hipótese de que os laços de fidelidade e lealdade entre os partidos caracterizam as alianças eleitorais. Tais laços são aqui chamados de “fidelidade aliancista”, entendida como as alianças que se repetem de uma eleição para outra em um determinado espaço e nível eleitoral. As coligações foram analisadas de forma desagregada, pois tal abordagem permite compreender melhor as estratégias dos partidos, deslocando o foco dos blocos (coligações) para as relações interpartidárias (alianças). Constatou-se que os principais parceiros do PSB foram o PT e o PCdoB, ambos de esquerda, e que as alianças com os partidos de direita superaram as demais a partir das eleições de 2002. Detectou-se, ainda, ocorrências consideráveis de fidelidade aliancista nos estados, sobretudo, entre o PSB e partidos de mesmo espectro ideológico, confirmando a hipótese levantada.


Keywords


coligações eleitorais; eleições majoritárias; Partido Socialista Brasileiro

Full Text:

PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


This website uses cookies to allow us to see how the site is used. The cookies cannot identify you or any content at your own computer.
OK


ISSN: 2245-4373

Hosted by the Royal Danish Library