“Se um negro tiver oportunidade”: Cotas raciais e acesso ao ensino público no Brasil

Keywords: Brasil, Racismo, Ações Afirmativas, democracia racial

Abstract

O artigo analisa o impacto da concepção de Democracia Racial na construção das relações étnico-raciais no Brasil. Tomando como universo empírico uma política pública e educação de jovens e adultos serão avaliados os pontos de vistas articulados a favor e contra as cotas étnico-raciais no contexto contemporâneo. Com base no referencial analítico e teórico dos estudos raciais brasileiros, indaga-se sobre como se estrutura, no imaginário social de uma população de baixa renda, vista como “fracassada”, o tema clássico do “mito da Democracia Racial”. O artigo tem como metodologia uma etnografia cujos resultados apontam dimensões profundas da reprodução do Racismo no cotidiano escolar, forjadas nas tensões com as representações sociais sobre categorias como “raça” e “igualdade”.

Author Biography

Sandro José da Silva, UFES-ABA
Doutor em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense, mestre em Antropologia Social
pela Universidade Estadual de Campinas e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal
do Espírito Santo. Professor Adjunto na Universidade Federal do Espírito Santo na Graduação em
Ciências Sociais e nos Programas de Pós-Graduacão em Ciências Sociais e Direito. Membro do
Comitê de Quilombos da Associação Brasileira de Antropologia.

References

BASTOS, Elide Rugai; MORAES, João Quartim de. O Pensamento de Oliveira Vianna. Campinas: Ed. da Unicamp, 1993.

BASTOS, Elide Rugai. Gilberto Freyre e o pensamento hispânico: entre Dom Quixote e Alonso El Bueno. São Paulo: EDUSC, 2003.

CARVALHO, José Jorge de. Inclusão étnica e racial no Brasil: a questão das cotas no ensino superior. 2. Ed. São Paulo: Attar Editorial, 2006.

FERNANDES, Florestan. A Integração do Negro na Sociedade de Classes. Volume 1. São Paulo: Ática, 1978.

FREYRE, Gilberto, Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro: Editora Record, 1998.

GOMES, Joaquim Barbosa. Ações afirmativas: aspectos jurídicos. In: SEYFERTH, Giralda. etalli. Racismo no Brasil. São Paulo: Petrópolis; ABONG, 2002.

GOMES, Nilma Lino; MARTINS, Aracy Alves (Orgs). Afirmando direitos: acesso e permanência de jovens negro na universidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

GUMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Classes, raças e democracia. São Paulo: Fundação de Apoio a Universidade de São Paulo. Ed. 34, 2002.

HASENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

MONGIM, Andréa B. Título universitário e prestígio social: percursos sociais de estudantes beneficiários do Prouni. Tese (doutorado em Antropologia). Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal Fluminense, 2010.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: identidade nacional versus identidade negra. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

PAIXÃO, Marcelo; A Lenda da Modernidade Encantada: por uma crítica social brasileiro sobre as relações raciais e o projeto de Estado Nação. -1.ed.-Curitiba, PR CRV, 2014

RODRIGUES, Nina. Os africanos no Brasil. 4 ed. São Paulo: ed. Nacional; Brasília: INL (1976).

SANTOS, Renato Emerson dos. Políticas de Cotas nas Universidades Brasileiras – o caso da UERJ. Ação Afirmativa e Universidade: experiências nacionais comparadas. Organizadores: João Feres Júnior e Jonas Zoninsein. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2006.

VELHO, Otávio. Rei nu. Folha de São Paulo. São Paulo, 15 set. 2006, Caderno Principal, Educação. p.3.

VENTURA, Roberto. Estilo Tropical: história cultural e polemicas literária nos Brasil no Brasil 1870-1914 São Paulo: Companhia das letras, 1991.

Published
2018-10-13
How to Cite
Silva, S., & Machado, D. (2018). “Se um negro tiver oportunidade”: Cotas raciais e acesso ao ensino público no Brasil. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 6(2), 60-82. https://doi.org/10.25160/v6.i2/d3