Evolution of afro-descendant representation in print advertising between 2001 and 2015 and Estatuto da Igualdade Racial de 2010: A Systematic Review

Main Article Content

Roberto Mauro Santos

Abstract

Beyond its business importance, advertising plays an important sociocultural role by serving as a vehicle for disseminating values, attitudes, stereotypes and ideologies such as racism, but there is still a lack of studies integrating publicity and racism. This exploratory study investigates the evolution of Afro-descendant representativeness in print advertising through a Systematic Review of Literature (SRL) between 2001 and 2015. In the results, a modest volume of annual research output was found, 3.7 per year, with 85 % of empirical articles using qualitative methods (92.7%) in addition to the quantitative ones (7.3%) reveals: 1) 85% of them insists in a continuous numerical underrepresentation (average presence of 7% in advertisements), although they represent 53.1% of the population; 2) unanimity regarding the continuous use of flagrant and subtle stereotypes that lead to a disguised and naturalized advertising segregation even after the Estatuto da Igualdade Racial. The main problems and challenges are discussed and recommendations designed to guide future studies.

Article Details

How to Cite
Santos, R. M. (2018). Evolution of afro-descendant representation in print advertising between 2001 and 2015 and Estatuto da Igualdade Racial de 2010: A Systematic Review. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 6(2), 105-141. https://doi.org/10.25160/v6.i2/d5
Section
Dossier

References

ABAP - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGÊNCIAS DE PUBLICIDADE. Como o brasileiro percebe e avalia propaganda. ABAP, 2009. Disponível em: <http://www.abapnacional.com.br/images/publicacoes/abap_ibope.pdf>. Acesso em: 18 dez. 2015. ABP – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PROPAGANDA. A Imagem da propaganda no Brasil. ABP, 2002; 2004; 2006. Disponível em:<http://www4.ibope.com.br/opiniao_publica/downloads/opp563_imagem_propaganda_abr05.pdf;http://www.ibopeinteligencia.com/arquivos/antigos/opp_abp_ago06.pdf>. Acesso em: 18 dez. 2015. Série histórica iniciada em 2002 ABREU, Renata Gomes; PINTO, Fernanda Pinheiro; SOUZA, Cínthia Ferreira de. Representação Social: Onde Estão os Negros na Publicidade Brasileira? In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 16., Anais...São Paulo, 2011. Disponível em:<http://www.intercom.org.br/papers/regionais/sudeste2011/resumos/R24-0476-1.pdf>. Acesso em: 15 dez. 2015 ACEVEDO, Claudia Rosa; NOHARA, Jouliana Jordan. Como se caracterizam os discursos e representações das relações raciais entre brancos e afrodescendentes na mídia. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (ENANPAD), 32., 2008, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro, 2008. ACEVEDO, Claudia Rosa; NOHARA, Jouliana Jordan. Interpretações sobre os retratos dos afrodescendentes na mídia de massa. Revista de Administração Contemporânea (RAC), Curitiba, v. 12, p. 119-146, 2008. ACEVEDO, Claudia Rosa; NOHARA, Jouliana Jordan; PEREIRA, Raquel da Silva; TAMASHIRO, Helenita. Representações sociais dos afrodescendentes na mídia de massa. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO, 30., Anais...Salvador, 2006. ACEVEDO, Claudia Rosa; TRINDADE, Luis Valério de Paula. Imagens de indivíduos afrodescendentes em propagandas: análise da presença de estigmas e estereótipos nas formas de representações sociais. Comunicação, Mídia e Consumo, v. 7, p. 55-82, 2010. ADAMS, Richard; BESSANT, John; PHELPS, Robert. Innovation management measurement: A review. International Journal of Management Reviews, v. 8, n. 1, p. 21-47, 2006. ALMEIDA, Alex Sandro Macedo. Identidade e consumo: o que compreender sobre o consumo da chamada “linha étnica” e a relação com identidade na classe média negra. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA,26, Anais... São Paulo, 2011. ANDI – AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DOS DIREITOS DA INFÂNCIA. Imprensa e Racismo: uma análise das tendências da cobertura jornalística. São Paulo: Fundação Ford; Fundação Kellog, 2012. Disponível em: <http://www.andi.org.br/inclusao-e-sustentabilidade/publicacao/imprensa-e-racismo>. Acesso em: 12 out. 2015. APPIAH, Osei. Ethnic identification on adolescentes’ evaluations of advertisements. Journal of Advertising Research, vol. 41, n. 5, p. 7-22. ARAÚJO, Joel Zito. A força de um desejo - a persistência da branquitude como padrão estético audiovisual. Revista USP, n. 69, p. 72-79, 2006. BACCEGA, Maria Aparecida. O estereótipo e as diversidades. Comunicação & Educação, v. 5, n. 13, p. 7-14, 2007. BAILEY, Ainsworth Anthony. A year in the life of the African-American male in advertising: A content analysis. Journal of Advertising, v. 35, n. 1, p. 83-104, 2006. BAIRON, Sérgio. A persistência do grande Outro cromático-racista na publicidade brasileira In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011. BAKER, Stacey Menzel; GENTRY, James W.; RITTENBURG, Terri L. Building understanding of the domain of consumer vulnerability. Journal of Macromarketing, v. 25, n. 2, p. 128-139, 2005. BANDURA, Albert. Social Learning Theory. New York: General Learning Press, 1971. Disponível em: <http://www.jku.at/org/content/e54521/e54528/e54529/e178059/Bandura_SocialLearningTheory_ger.pdf>. Acesso em: 1 jan. 2015. BARBARA, V. In denial over racism in Brazil. The Opinion Pages. New York Times, EUA, 2015. Disponível em: <http://www.nytimes.com/2015/03/24/opinion/vanessa-barbara-in-denial-over-racism-in-brazil.html?_r=0>. Acesso em: 19 set. 2015. BARBOSA, Erly Guedes; SILVA, Silvano Alves Bezerra. Os espaços não ocupados pela mulher negra nas revistas femininas brasileiras. Diásporas, Diversidades, Deslocamentos. 2010. BATISTA, Leandro Leonardo; COSTA, Marco Aurélio Ribeiro. O racismo subentendido: a comunicação “politicamente correta” e seus efeitos em estereótipos e preconceitos. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011. BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011. BBC – BRITISH BROADCASTING CORPORATION. Brasileiros 'são os que mais acreditam em propaganda. [Matéria online]. Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2007/10/071002_nielsen_anuncios_pu.shtml>. Acesso em: 7 dez. 2015 BELELI, Iara. Marcas da diferença na propaganda brasileira. 2005. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). Universidade Estadual de Campinas, Campinas. BERTERO, Carlos Osmar; CALDAS, Miguel Pinto; WOOD JR, Thomaz. Produção científica em administração de empresas: provocações, insinuações e contribuições para um debate local. Revista de Administração Contemporânea, v. 3, n. 1, p. 147-178, 1999. BRASIL. Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010. Institui o Estatuto da igualdade racial. Brasília, DF: Presidência da República, 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12288.htm>. Acesso em 11 dez. 2015. BRASIL. SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos. Vozes da nova classe média. Caderno 1. Brasília, 2012. BRASIL. SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos. Vozes da nova classe média. Cadernos 2, 3 e 4. Brasília, 2013. BRASIL. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD); Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Pesquisa nacional diversidade na escola. São Paulo: FIPE-USP e INEP, 2009. BRISTOR, Julia M.; LEE, Renée Gravois; HUNT, Michelle. Race and ideology: African-American images in television advertising. Journal of Public Policy & Marketing., vol. 14., p. 48-59, 1995. BROCHAND, Bernard; DIONÍSIO, Pedro; LENDREVIE, Jacques; RODRIGUES, Joaquim Vicente. Publicitor. Lisboa, Portugal: Dom Quixote, 1999. CEERT - CENTRO DE ESTUDOS DAS RELAÇÕES DE TRABALHO E DESIGUALDADES; Observatório Brasileiro de Mídia. A mídia impressa no Brasil e a agenda da promoção da igualdade racial: Jornais e Revistas 2001- 2008. São Paulo: CEERT, 2009. COLTRANE, Scott; MESSINEO, Melinda. The Perpetuation of Subtle Prejudice: Race and Gender Imagery in 1990s Television Advertising. Sex Roles: A Journal of Research, v. 42, p. 363-89, 2000. CONCEIÇÃO, Eliane Barbosa. A negação da raça nos estudos organizacionais. In: Encontro Nacional Da Associação Nacional De Pós Graguação E Pesquisa Em Administração, Anais... 2009. CONCEIÇÃO, Fernando (Coord.). Faces do Brasil, 2010; 2011. Projeto de pesquisa. CONCEIÇÃO, Fernando. Mordendo um cachorro por dia. In: MUNANGA, Kabengele (Org.). Estratégias e políticas de combate à discriminação racial. SP: EDUSP, 1996. CORREA, Laura Guimarães. De corpo presente: o negro na publicidade em revista. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. CORREA. Laura Guimarães. Reflexões sobre a publicidade de homenagem e o Dia da Consciência Negra. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011. COSTA, Kátia Regina. De quando a pluralidade revela a invisibilidade. Petrópolis. In: BORGES, Roberto Carlos da Silva; BORGES, Rosane. Mídia e racismo. Petrópolis: DP et Alii., 2012, p. 40-63. COSTA, Kátia Regina. Ser negro à vista: construção verbo-visual do negro na propaganda impressa. 2010. Tese (Doutorado em Letras) − Instituto de Letras, Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. COSTA, S.; FERREIRA, C. Diversidade e minorias nos estudos organizacionais brasileiros: presença e lacunas na última década. ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS ORGANIZACIONAIS-ENEO, 4, 2006, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, 2006. CUNHA, Vania Paula Souza. A construção da identidade cultural: análise da publicidade na virada do milênio (1999-2000). Educação, Gestão e Sociedade, ano 2, n. 6, jun/2012. D’ADESKY, J. Racismos e anti-racismos no Brasil; pluralismo étnico e multiculturalismo. Rio de Janeiro: Pallas, 2001. D’ADESKY, Jacques. Racismos e anti-racismos no Brasil. Pluralismo étnico e multiculturalismo. Rio de Janeiro: Pallas, 2001. DALL’AGNOL, Rogéria Prado; OLIVEIRA, Ilzver. Racismo na propaganda. Ideias e Inovação-Lato Sensu, v. 1, n. 1, p. 91-101, 2012. DaMATTA, Roberto. Notas sobre o racismo à brasileira. In: SOUZA, J. (org.). Multiculturalismo e racismo: o papel da ação afirmativa nos Estados democráticos contemporâneos. Brasília: Ministério da Justiça, 1996, p.69-74. DEFLEUR, Melvin; BALL-ROKEACH, Sandra. Teorias da comunicação de massa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993. DE-LA-TORRE-UGARTE, Mônica Cecilia; GUANILO, Renata Ferreira Takahashi; BERTOLOZZI, Maria Rita. Revisão sistemática: noções gerais. Revista da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, v. 45, n. 5, p. 1260-6, 2011. DIAS, Reinaldo. Introdução à sociologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010. DIEESE - DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS. Os negros no mercado de trabalho. São Paulo: DIEESE, 2011; 2012; 2013; 2014; 2015. Disponível em: <http://www.dieese.org.br/analiseped/negros.html>. Acesso em: 12 dez. 2015. DOVIDIO, John; EVANS, Nancy; TYLER, Richard. Racial stereotypes: The contents of their cognitive representations. Journal of Experimental Social Psychology, v. 22, n. 1, p. 22-37, 1986. ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo: Editora Perspectiva S.A., 1987. BAUDRILLARD, J. A Sociedade de consumo. Lisboa: Edições 70,1981. ETNUS, Afroconsumo: Pesquisa sobre comportamento e hábitos de consumo dos afrodescendentes da cidade de São Paulo. ETNUS, 2016. Disponível em: <http://etnus.com.br/resources/ETNUS_Afroconsumo_SP_102016_v7_LOW.pdf >. Acesso em: 16 abr. 2016. FARIA, S. G. F; NOHARA, Jouliana Jordan; LOPES, E. L. Uma análise dos afrodescendentes nas propagandas de jornais paulistas. In: ENCONTRO DA ANPAD, 37., Anais... Rio de Janeiro, 2013. FARIA, Sibele Gomes de Santana; NOHARA, Jouliana Jordan; LOPES, Evandro Luiz; ACEVEDO, Claudia Rosa; CAMPANARIO, Paula Marques. Uma análise das representações dos afrodescendentes nas propagandas de jornais paulistas. Revista Pretexto, v. 15, n. 1, p. 62-85, 2014. FARIA, Sibele Gomes. Um estudo longitudinal das representações dos afrodescendentes em propagandas impressas: 1980-2010. 2011. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – Universidade Nove de Julho, São Paulo, 2011 FARIAS, Patrícia. Belezas negras à vista: a presença negra na publicidade brasileira dos anos 70. Antropologia e comunicação. Rio de Janeiro: Garamond, p. 209-225, 2003. FERNANDES, Florestan; PEREIRA, João Baptista Borges; NOGUEIRA, Oracy. A questão racial brasileira vista por três professores. Revista USP, n. 68, p. 168-179, fev. 2006. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13491/15309>. Acesso em: 01 dez. 2015. FERNANDES, Nenito, BARBI, Daniela. Classe média na raça. Revista Época, Rio de Janeiro, N 290, 08 dez. 2003. FERREIRA, Aurélio B. de Hollanda. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 3. ed. Curitiba: Positivo, 2004 FGV - FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. A nova classe média: o lado brilhante dos pobres. Rio de Janeiro: FGV, 2010. FGV - FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Desigualdade de renda na década. Rio de Janeiro: FGV/CPS, 2011. FIGUEIREDO, Ângela. Cabelo, cabeleira, cabeluda e descabelada: Identidade, Consumo e Manipulação da Aparência entre os Negros Brasileiros. In: Reuniao Da Associaçãpo Nacional De Pós-Graduação E Pesquisa Em Ciências Sociais, 26., 2002, C. Anais... Caxambu: ANPOCS, 2002. FIGUEIREDO, Ivone de Lucena. O discurso publicitário: na teia do ideológico. GELNE, v. 2, n. 2, 2000 FOLHA DE SÃO PAULO. Racismo cordial: a mais completa análise sobre o preconceito de cor no Brasil. São Paulo: Ática, 1995. FPA - FUNDAÇÃO PERSEU ABRAMO. Discriminação racial e preconceito de cor no Brasil, 2003. FRANCISCO, Dalmir. Imprensa e Racismo no Brasil (1988/1998): A construção mediática do negro na imprensa escrita brasileira. Rio de Janeiro: UFRJ/ECO, 2000. FREIRE FILHO, João. Mídia, estereótipo e representação das minorias. Eco pós, v. 7, n. 2, p. 45-71, 2004. FRITH, Katherine Toland; MUELLER, Barbara. Advertising and societies: Global issues. Peter Lang, 2010 GALVÃO, Roberto Carlos Simões; Africanidade, Exclusão e Leis no Brasil. Áskesis. Revista dos Discentes do Programa de Pós Graduação em Sociologia da UFSCar, v. 3, p. 150-161, 2014. Disponível em: < https://drive.google.com/file/d/0By0q2bzpatUZYnlLaU1IYjctcTQ/view>. Acesso em: 04 mar. 2014. GASPAR, Osmar Teixeira. Meios de comunicação do país ainda não incorporaram negros. Agência USP de Notícias, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.usp.br/agen/?p=45620>. Acesso em: 14 jun. 2015. GASPAR, Osmar Teixeira. Mídias: concessão e exclusão. 2010. Dissertação (Mestrado em Diretos Humanos) - Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/2/2140/tde-11112011-113314/>. Acesso em: 6 jun. 2007. GASTALDO, Édison. A nação e o anúncio: a representação do “brasileiro” na publicidade da copa do mundo. 2000. Tese (Doutorado em Multimeios) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000197617. Acesso em: 2 jul. 2015. GASTALDO, Édison. A publicidade e movimentos sociais no Brasil: uma reflexão sobre políticas de representação. Revista de economía política de las Tecnologías y comunicación, v. 2004. GASTALDO, Édison. Pátria, chuteiras e propaganda: o brasileiro na publicidade da Copa do Mundo. Annablume, 2002. GERBNER, George; GROSS, Larry; MORGAN, Michael; SIGNORIELLI, Nancy. Living with television: The dynamics of the cultivation process. Publisher not identified, 1986. GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. São Paulo: LTC, 2004. GOLZIO, Derval Gomes. Mídia e Preconceito: o negro nas capas da revista Veja. Política democrática – Revista de política e cultura, Brasília, n. 8., Ed. Fundação Astrojildo Pereira, 2004. GOLZIO, Derval Gomes; MARINHO, Thiago de Andrade; SILVA, Alberto Araújo; FERREIRA, Mayra Brito; PEREIRA, Cibelle Ferraz; LINS, Mônica dos Santos. O racismo impregnado no pensamento da sociedade. 2009. Disponível em: <http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=374CID006>. Acesso em 2 de Maio de 2015. GOMES, A. P. P. . O Negro em Propagandas Televisivas de Produtos de Higiene e Beleza: Reformulações da Imagem e Transformações Sociais. In: Reunião da Anpocs, 30., Texto apresentado, Caxambu, 2006. GOMES, Mayra Rodrigues. Uma estética para o negro: representações e discursos circulantes In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2011. GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. Educação antirracista: caminhos abertos pela Lei Federal 10.639, n. 03, 2005. HAZELL, Vanessa; CLARKE, Juanne. Race and gender in the media: A content analysis of advertisements in two mainstream black magazines. Journal of Black Studies, v. 39, n. 1, p. 5-21, 2007. HIRSCHMAN, Elizabeth; THOMPSON, Craig. Why media matter: toward a richer understanding of consumers' relationships with advertising and mass media. Journal of Advertising, v. 26, n. 1, p. 43-60, 1997. HUNT, Shelby. Toward the Institutionalization of Macromarketing Sustainable Enterprise, Sustainable Marketing, Sustainable Development, and the Sustainable Society. Journal of Macromarketing, v. 32, n. 4, p. 404-411, 2012. IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores IBGE. O mercado de trabalho segundo a cor ou raça. Setembro 2006, 45 pp. Disponível em <http://www.ibge.gov.br> Acesso em: 17 jan. 2015. IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa nacional por amostra de domicílios: PNAD. Rio de Janeiro: IBGE, 2013. IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. A mobilidade social dos negros brasileiros. Brasília: IPEA, 2004. IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Desigualdades raciais, racismo e políticas públicas: 120 anos após a abolição. Brasília: IPEA, 2008. IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada; UNIFEM - Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher. Retrato das desigualdades de gênero e raça. Brasília: IPEA, 2004; 2005; 2008; 2011. JONES, Victoria. Espetáculo das raças. RAE Executivo-FGV. vol. 3, n. 2, , p.31-35, mai-jul 2004. KANTAR IBOPE. Retrospectiva & Perspectivas 2016. KANTAR IBOPE, 2017 <https://www.kantaribopemedia.com/investimento-publicitario-em-2016/>. Acesso em: 2 abr. 2016. KELLNER, Douglas. A cultura da mídia: estudos culturais: identidade e política entre o moderno e o pós-moderno. Santa Catarina: EDUSC, 2001. KERN-FOXWORTH, Marilyn. Separate and definitely not equal: Frequency of blacks in advertising. Aunt Jemima, Uncle Ben, and Rastus: Blacks in Advertising, Yesterday, Today, and Tomorrow. Westport: Greenwood Publishing Group, 1994. LAESER – Laboratório De Análises Econômicas, Históricas, Sociais E Estatísticas Das Relações Sociais; IE/UFRJ – Instituto Da Universidade Federal Do Rio De Janeiro. Relatório anual das desigualdades raciais no Brasil, 2007-2008. Editora Garamond, 2008; 2010. ALVARENGA, Nilson A.; LAHNI, Cláudia Regina; PELEGRINI, Mariana Z.; PEREIRA, Maria Fernanda F. A mulher negra no cinema brasileiro: uma análise de Filhas do Vento. Rev. Cient. Cent. Univ. Barra Mansa - UBM, Barra Mansa, v. 9, n. 17, p. 83, jul. 2007, p.80-88. Disponível em: <http://www.ubm.br/ubm2007/hotsites/revista/pdf/A%20mulher%20negra%20no%20cinema.pdf> Acesso em 04 fev. 2015. LEITE, Francisco. Comunicação e cognição: os efeitos da propaganda contraintuitiva no deslocamento de crenças e estereótipos. Ciências & Cognição, v. 13, n. 1, p. 131-141, 2008. LEITE, Francisco. Experiências de interação de mulheres brasileiras com publicidade contraintuitiva: Um estudo em Grounded Theory. 2015. Tese (Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo. LEITE, Francisco. Por outras expressões do negro na mídia: a publicidade contraintuitiva como narrativa desestabilizadora dos estereótipos. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. LEITE, Francisco; BATISTA, Leandro Leonardo. A persuasão, os estereótipos e os impactos da propaganda contraintuitiva. Contemporânea - Revista de Comunicação e Cultura, v. 7, n. 1, 2009. LENGLER, J. F. B. ; MENEGHETTI, A. L. C. ; GERHARDT, D. C. M. A emergência do mercado consumidor negro no Brasil: um estudo de segmentação de mercado. Trajetória em Administração, Osório, v. 1, n.1, 2001. LIMA, Marcus Eugênio O; MACHADO, Caliandra; ÁVILA, Josele; LIMA, Carolina; VALA, Jorge. Normas sociais e preconceito: o impacto da igualdade e da competição no preconceito automático contra os negros. Psicologia: Reflexão e Crítica, v. 19, n. 2, p. 309-319, 2006. LIMA, Marcus Eugênio Oliveira; VALA, Jorge. As novas formas de expressão do preconceito e do racismo. Estudos de Psicologia, v. 9, n. 3, p. 401-411, 2004. LIMA, Solange Martins Couceiro. ... até canibal vira vegetariano. Revista USP, n. 69, p. 44-59, 2006. LIMA, Solange Martins Couceiro. A publicidade e os símbolos raciais. Comunicação e Educação. São Paulo, n.2, p. 91-93, jan/abr 1995. LIMA, Solange Martins Couceiro. Reflexos do racismo à brasileira na mídia. Revista da USP, v. 32, p. 56-65, 1997. LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. LIPPMANN, Walter. Opinião pública. São Paulo: RJ: Vozes, 2010. LYSARDO-DIAS, Dylia. A construção e a desconstrução de estereótipos pela publicidade brasileira. Stockolm Review of Latin American Studies, n.2, p-25-36, 2007. MACHADO, Fernando Luís. Os novos nomes do racismo: especificação ou inflação conceptual? Sociologia, Problemas e Práticas, n. 33, p. 9-44, 2000. MACRAE, Neil; MILNE, Alan; BODENHAUSEN, Galen. Stereotypes as energy-saving devices: a peek inside the cognitive toolbox. Journal of Personality and Social Psychology, v. 66, n. 1, p. 37, 1994. MAISONNEUVE, Jean. Introdução à psicossociologia. São Paulo: EDUSP, 1977. MARINHEIRO, Vaguinaldo . A menina dos olhos. Folha de São Paulo, São Paulo, 15 jul. 2012. Seção Mercado Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrissima/54479-a-menina-dos-olhos.shtml>. Acesso em: 12 jan. 2015. MARTINS FILHO, Júlio. Raça e Consumo: A identidade do negro na nova realidade do negro na nova realidade do mercado e dos meios de comunicação. Cadernos Zygmunt Bauman, v. 2, n. 4, 2012 MARTINS, Carlos Augusto de Miranda. A publicidade e o registro branco do Brasil. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. MARTINS, Carlos Augusto de Miranda. Negro, publicidade e o ideal de branqueamento da sociedade brasileira. Rumores-Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias, v. 2, n. 3, 2009. MARTINS, Carlos Augusto de Miranda. O mercado consumidor brasileiro e o negro na publicidade. GVEXECUTIVO, v. 14, n. 1, p. 42-45, 2015. MARTINS, Carlos Augusto de Miranda. O silêncio como forma de racismo: a ausência de negros na publicidade brasileira. InterScience Place , v. 02, p. 01, 2008. MARTINS, Carlos Augusto de Miranda. Racismo Anunciado: o negro na publicidade no Brasil (1985-2005). 2009. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo. MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2009. MEIRELLES, Renato. Brasil emergente valores, visão de mundo e perspectiva de consumo. Datapopular, 2014 MELO, José Marques de (Org.). Enciclopédia Intercom de Comunicação. 1a ed. São Paulo: Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2010. v. 1. Disponível em: <http://www.ciencianasnuvens.com.br/site/wpcontent/uploads/2015/04/Enciclopedia-Intercom-de-Comunica%C3%A7%C3%A3o.pdf> Acesso em: 13 maio 2014. MENDONÇA, Ricardo Fabrino; VAZ, Paulo Bernardo Ferreira. Só preto sem preconceito. Intexto, n. 14, p. 93-108, 2006. MONTANHA, Fausto Amaro Ribeiro Picoreli; HELAL, Ronaldo George. Futebol, Corpo e Publicidade: um estudo de caso. Comunicação Mídia e Consumo, v. 11, n. 32, p. 139-161, 2014. MORAES, Bianca Cristina Silva de; PAULA, Sara Espírito Santo de; MOREIRA, Benedito Dielcio. Mulher negra na publicidade: a reprodução das desigualdades. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 17., Anais...Rio de Janeiro, 2015. MORETTI, Sérgio Luiz do Amaral; HERNANDEZ, José Mauro da Costa; MURITIBA, Patricia Morilha; MURITIBA, Sérgio. Cor ou escolaridade de personagens de propaganda? Preferências entre universitários. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 51, n. 5, p. 498-510, 2011. MORRIS, Charles; MAISTO, Albert. Introdução à psicologia. São Paulo: Pearson, 2004. MUNANGA, Kabengele (Org.). Estratégias e políticas de combate à discriminação racial. São Paulo EDUSP, 1996. MUNANGA, Kabengele. A difícil tarefa de definir quem é negro no Brasil. Estudos Avançados, v. 18, n. 50, p. 51-66, Abr. 2004 . Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142004000100005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 09 Out. 2015. MUNANGA, Kabengele. Algumas considerações sobre" raça", ação afirmativa e identidade negra no Brasil: fundamentos antropológicos. Revista USP, n. 68, p. 46-57, 2006. NAN, Xiali; FABER, Ronald. Advertising theory: reconceptualizing the building blocks. Marketing Theory, vol. 4, p. 7-30, 2004. NASCIMENTO, João Gabriel. Mídia, propaganda, negritude e identidades. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores (as) Negros(as), v. 4, p. 68-79, 2012. NASCIMENTO, João Gabriel. Raça, mídia e juventude: representações da juventude negra. 2014. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. NUTO, J. V. C. Racismo e discurso na América Latina. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, v. 32, p. 215-219, 2008. OLIVEIRA, Dennis. Etnomídia: a construção de uma paisagem étnica na linguagem midiática. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. OLIVEIRA, Fátima. Ser negro no Brasil: alcances e limites. Estudos Avançados, v. 18, n. 50, p. 57-60, 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142004000100006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 10 maio 2015. OLIVEIRA, Lindomar Alves de. Raça, Comunicação e Cultura: a temática racial na revista Raça Brasil. 2007. Dissertação (Mestrado) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. PALLAIS, Denise. How african-americans and hispanics perceive their racial equality in american advertising. 2006. Tese (Doutorado). Faculty of the Louisiana State University and Agricultural Mechanical College, Louisiana. PEREIRA, E. P.; PAIM, A.; MATA FILHO, V.; DANTAS, G. Estereótipos e preconceitos nas inserções publicitárias difundidas no horário nobre da televisão baiana. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. PEREIRA, João Baptista Borges. Racismo à Brasileira. In: MUNANGA, K. (Org), Estratégias e Políticas de Combate à Discriminação Racial. São Paulo: Edusp, 1996. PEREIRA, R. P. A relação entre estereótipos e automatismos por meio de estudos em priming. 2010. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal da Bahia, Salvador. Disponível em: < http://www.pospsi.ufba.br/Raoni_Paiva.pdf>. Acesso em: 7 dez. 2015. PEREZ, Clotilde. Condições antropossemióticas do negro na publicidade contemporânea. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. PINHEIRO, Viviane Seabra. Analisando significados de capas da revista Raça Brasil: um estudo de caso à luz da semiótica social. 2007. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte PLOUS, Scott; NEPTUNE, Dominique. Racial and gender biases in magazine advertising. Psychology of women quarterly, v. 21, n. 4, p. 627-644, 1997. PNUD – PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO. Relatório de Desenvolvimento Humano: Racismo, Pobreza e Violência. Brasília, 2005. PRADO, Rejane Alexandrina; SILVA, Maria Auxiliadora; ACEVEDO, Claudia Rosa. Afrodescendentes em comerciais: análise do papel da mídia na difusão das representações sociais. Revista ADMpg Gestão Estratégica, v. 7, p. 77-88, 2014. RAMOS, Daniele G. Raça em Revista: identidade e discurso na mídia negra. 2010. 2010. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo. RAMOS, Daniele G.. Espaços Midiáticos e Contraestigmatização: Raça Brasil e a valorização do negro brasileiro. Novos Olhares, v. 2, n. 1, p. 46-55, 2013. RIAL, Carmen Sílvia Moraes. Estereótipos Raciais e Étnicos na Publicidade Brasileira. In: L. Nicolas Guigou (Org.). Trayectos antropológicos. 1 ed. Montevideo: Nordan Comunidad, 2007, v. , p. 149-160. RIBEIRO, Carlos Antonio Costa. Racismo em degradê. [Matéria online]– 14/02/2014). Disponível em: <http://arquivo.geledes.org.br/racismo-preconceito/racismo-no-brasil/23343-racismo-em-degrade>. Acesso em: 7 jun. 2015. RIDLEY, Diana. The literature review: A step-by-step guide for students. Sage. 2. ed. Los Angeles: SAGE, 2012. Disponível em:<https://books.google.com.br/books?id=DF-oJ0mstfEC&hl=pt-BR&source=gbs_slider_cls_metadata_7_mylibrary>. Acesso em: 11 dez. 2015. ROLLI, Claudia. Classe C ainda enfrenta resistência de empresas. Folha de São Paulo, São Paulo, 2011. Seção Mercado. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/me0401201103.htm. Acesso em: 12 jan. 2015. ROSA, Alexandre Reis. Relações raciais e estudos organizacionais no Brasil. Revista de administração contemporânea, v. 18, n. 3, p. 240-260, jun. 2014 . Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-65552014000300002&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 29 jul. 2015. ROSA, Sidney Faria; BICCA, Angela Dillmann Nunes. A produção social da identidade e da diferença de homens e mulheres negras na publicidade brasileira. Disponível em: <http://zerocode.com.br/hosted/imagensdajustica/GT-3/A_PRODUCAO_SOCIAL.PDF>. Acesso em: 7 jan. 2015. ROSEMBERG, Fúlvia. Literatura Infantil e Ideologia. São Paulo: Global, 1985. SANSONE, Livio. Um campo saturado de tensões: o estudo das relações raciais e das culturas negras no Brasil. Estudos Afro-Asiáticos, v. 24, n. 1, p. 5-14, 2002. SANTOS, João Batista Nascimento dos. O negro representado na revista Raça Brasil: a estratégia de identidade na mídia étnica. 2004. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Informação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul. SANTOS, Sergio Luiz Cunha dos. A identidade do negro na publicidade brasileira. Revista ComUnigranrio, v. 1, n. 1, 2009. SANTOS, Wellington Oliveira dos. Racismo discursivo na mídia: análise a partir dos personagens presentes nos cadernos dominicais de jornais impressos. Revista da ABPN, v. 2, n. 4, 2011. SANTOS, Wellington Oliveira dos; SILVA, Paulo Vinicius Baptista da. Racismo discursivo e a mulher negra: análise a partir dos personagens presentes na publicidade e nos cadernos de saúde de jornais impressos. Theomai: estudios sobre sociedad, naturaleza y desarrollo, n. 21, p. 10-9, 2010. SCHNEIDER, Gustavo; LUCE, Fernando Bins. Marketing Social: Abordagem Histórica e Desafios Contemporâneos. REMark, v. 13, n. 3, p. 125, 2014. SCHWARCZ, Lilia Moritz. Na boca do furacão. Revista USP, n. 68, p. 6-9, fev. 2006. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13478>. Acesso em: 6 dez. 2015. SCHWARCZ, Lilia Moritz; STARLING, Heloisa Murgel. Brasil: uma biografia. São Paulo: Cia das Letras, 2015. SCHWARCZ, Lílian Moritz. O Brasil pratica uma política de eufemismos. Zero Hora, Rio Grande do Sul, jun. 2015. Disponível em: <http://zh.clicrbs.com.br/rs/vida-e-estilo/noticia/2015/06/lilia-moritz-schwarcz-o-brasil-pratica-uma-politica-de-eufemismos-4785729.html>. Acesso em: 11 dez. 2015. SEADE – Sistema Estadual De Análise De Dados Do Governo Do Estado De São Paulo. Indicadores de Desigualdade Racial. 2005. Disponível em:< http://produtos.seade.gov.br/produtos/idr/textos_analiticos.php>. Acesso: 22 jun. 2015. SIARRAS, Patrice. The African-American male in magazine advertising: a content analysis. 2008. Tese (Doutorado) San Jose State University, Michigan. SILVA, Ana Célia. Branqueamento e branquitude: conceitos básicos na formação para a alteridade. In: NASCIMENTO, Antônio Dias; HETKOWSKI, Tania Maria (Orgs). Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007.Disponível em: < http://books.scielo.org/id/f5jk5/06>. Acesso em: 7 dez. 2015. SILVA, Dalmo Oliveira da. NEGRITUDE MIDIÁTICA: Pretos, pardos, morenos, mestiços e a discursividade racial na mídia brasileira. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 10., Anais... São Luis, 2008. SILVA, Isabella Sacramento. Personagens negros e brancos nos cadernos de economia dos jornais paranaenses. Revista da ABPN, v. 2, n. 4, 2011. SILVA, Marina Melhado Gomes da. Representações da propaganda por afro-descendentes em Florianópolis. Comunicação, Mídia e Consumo, v. 2, n. 5, 2005. SILVA, Paulo Vinicius Baptista da. Racismo discursivo na mídia: pesquisas brasileiras e movimentação social. Revista Teatro, v. 4, p. 01-03, 2005. SILVA, Paulo Vinícius Baptista da; ROCHA, Neli Gomes da; SANTOS, Wellington Oliveira dos. Negras (os) e brancas (os) em publicidades de jornais paranaenses. Intercom - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 35, n. 2, 2012. SILVA, Paulo Vinícius Baptista da; ROCHA, Neli Gomes; SANTOS, Wellington Oliveira. Negras (os) e brancas (os) em publicidades de jornais paranaenses. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. SMITH, Madeline. Where has she been and where is she going: the evolutionary portrayal of black women in print advertising from the 1960s to 2000s. Southern Illinois University Carbondale 2015. Ressearch Paper. SNUGGS, Thelma L.; QUALLS, William J. Portrayal of Blacks in advertising: a critical review of the literature. In: Minority Marketing: Issues and Prospects. Springer International Publishing, 2015. p. 97-102. Disponível em: <https://books.google.com.br/books?id=vbMlCQAAQBAJ&pg=PR14&lpg=PR14&dq=snuggs+qualls&source=bl&ots=HT1Amj0KF6&sig=XFcviUs1dLtEWayuNlAXiBCEX9c&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjtivrdnOjKAhVDD5AKHbxhCUIQ6AEIMjAE#v=onepage&q=snuggs%20qualls&f=false>. Acesso em: 7 out. 2015. SOARES, Rosana de Lima. Imaginários e representações: o negro na publicidade televisiva brasileira. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. SOLOMON, Michael. Comportamento do consumidor. Porto Alegre: Bookman, 2008. STROZENBERG, Ilana. O apelo da cor: percepções dos consumidores sobre as imagens da diferença racial na propaganda brasileira. Comunicação, mídia e consumo. São Paulo: ESPM, 2005. STUMPF, Fernanda.. A identidade brasileira representada em anúncios publicitários. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 28., Anais..., São Paulo, Anais do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 28. São Paulo, 2005. [CD-ROM]. TAVARES, Júlio César de; FREITAS, Ricardo Oliveira de. Mídia e Etnicidade: Algumas considerações acerca da importância da ação afirmativa na [e para a] mídia brasileira. Revista Espaço Acadêmico, v. 1, n. 31, p. 01-25, 2003. TEBALDI, Juliana Zacarias Fabre. As ações afirmativas no estado democrático de direito. Revista de Direito das Faculdades Integradas de Jaú, v. 1, 2013 THOMPSON, John. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. THOMPSON, John. Ideologia e cultura moderna. Rio de Janeiro: Vozes, 1995. TOPOS PARTNERSHIP. The opportunity agenda. 2011 Disponível em: <http://opportunityagenda.org/files/field_file/2011.11.30%20%7C%20Report%20%7C%20Opportunity%20for%20Black%20Men%20and%20Boys%20%7C%20FINAL.pdf>. Acesso em: 22 jul. 2015. TRANFIELD, David; DENYER, David; SMART, Palminder. Towards a methodology for developing evidence‐informed management knowledge by means of systematic review. British journal of management, v. 14, n. 3, p. 207-222, 2003. TRINDADE, Eneus. Perspectivas dos usos e consumos da imagem do negro na publicidade contemporânea. In: BATISTA, Leandro Leonardo; LEITE, Francisco Geovani (Orgs.). O negro nos espaços publicitários brasileiros: perspectivas contemporâneas em diálogo. São Paulo: Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2011. TRINDADE, Luiz Valério de Paula. Participação e representação social de indivíduos afrodescendentes retratados em anúncios publicitários de revistas: 1968-2006. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Nove de Julho, São Paulo. TRINDADE, Luis Valério de Paula; ACEVEDO, Claudia Rosa Análise do retrato de indivíduos afrodescendentes em anúncios publicitários: 1968–2006. Perspectivas Contemporâneas, v. 5, n. 2, 2012. TRINDADE, Luiz Valério de Paula; ACEVEDO, Claudia Rosa. Consumidor afrodescendente: o mercado ignorado pela propaganda. Ciências Sociais em Perspectiva, v. 8, p. 25-44, 2009. TRINDADE, Luiz Valério de Paula; CAMPANARIO, Claudia Rosa Acevedo. Mapeamento bibliográfico de pesquisas sobre o fenômeno de presença e representação social de indivíduos afrodescendentes em meios de comunicação social no Brasil: 1965-2011. Alceu, v. 14, p. 48, 2013. TVERSKY, A., & KAHNEMAN, D. Judgment under uncertainty: heuristics and biases. Science, v.185, n. 4157, p. 1124–1131, 1974. VALLADARES, Paulo Sergio Duarte de Almeida; VASCONCELLOS, Marcos Augusto de; SERIO, Luiz Carlos di. Capacidade de Inovação: Revisão Sistemática da Literatura. Revista de Administração Contemporânea-RAC, v. 18, n. 5, 2014. VARGAS, Lenita. Anúncios publicitários: representação de mulheres negras e racismo na perspectiva da análise crítica do discurso. 2014. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Católica de Pelotas, Pelotas. VARGAS, Ricardo. Os meios justificam os fins. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005. VENANCIO, Tatiana; TAKATA, Roberto. Negar existência colabora com a perpetuação do racismo ao longo dos séculos. ComCiência, Campinas, n. 159, June 2014. Disponível em: <http://comciencia.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-76542014000500006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 12 set. 2015. VIEIRA, M. M. F; CALDAS, M. P. Teoria crítica e pós-modernismo: princi-pais alternativas à hegemonia funcionalista. ERA - Revista De Administração De Empresas, v. 46, n. 1, p. 59-68, jan./mar. 2006. WELLS, William; BURNETT, John; MORIARTY, Sandra. Advertising: principles and practice. 5th edition. New Jersey: Prentice Hall, 2000. WINCH, Rafael Rangel; ESCOBAR, Giane Vargas. Os lugares da mulher negra na publicidade brasileira. Cadernos de Comunicação, v. 16, n. 2, 2013. YIRULA, Carolina Prestes; HOFF, Tânia Márcia Cezar. As representações do negro na publicidade contemporânea: a Campanha de Veja. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 14., Anais... Rio de Janeiro, 2009. ZARATE, Michael; SMITH, Eliot. Person categorization and stereotyping. Social. Cognition, v. 8, n. 2, p. 161-185, 1990. ZEITHAML, Valerie A. Consumer perceptions of price, quality, and value: a means-end modeland synthesis of evidence. Journal of Marketing, Vol. 52, p. 2-22, July, 1988.