Espertos ou Malandros: Como Pequenos Empresários e Vendedores Justificam Práticas Lesivas

Main Article Content

Rodolfo Jakov Saraiva Lôbo
Daniel Rodriguez de Carvalho Pinheiro

Abstract

O presente trabalho tem como por objetivo verificar se o pequeno empresário justifica práticas que em si e por si são delitos, chamando a quem as pratica de esperto, pouco malandro, malandro, muito malandro ou trapaceiro. Com base no trabalho de Pinheiro et. al. (2010) foi constituído o questionário. A amostra foi composta por 110 empresários e 111 vendedores, totalizando 221 respondentes. A análise dos resultados se deu por abordagens quantitativas, Foi observado que a maior parte das respostas está concentrada na dimensão trapaceiro.

Article Details

How to Cite
Lôbo, R., & Pinheiro, D. (2013). Espertos ou Malandros: Como Pequenos Empresários e Vendedores Justificam Práticas Lesivas. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 2(2), 506-552. https://doi.org/10.25160/v2.i2/ga.8
Section
General Articles
Author Biographies

Rodolfo Jakov Saraiva Lôbo, Fundação Getúlio Vargas

Doutorando em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Mestre em Administração pela Universidade Estadual do Ceará (Uece), Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Leão Sampaio e Graduado em Administração pela Faculdade Leão Sampaio. Tem experiência na área de ensino, administração e de pesquisas acadêmicas e gerenciais, atuando principalmente nos seguintes temas: Administração Geral, Administração Intercultural, Cultura Organizacional, Teoria das Organizações e Estudos Organizacionais.

Daniel Rodriguez de Carvalho Pinheiro, Universidade Estadual do Ceará

Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Ceará (1979), doutor em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará (2000). Pós-Doutorado pela ESALQ / Universidade de São Paulo (2012). Professor adjunto da Universidade Estadual do Ceará e da Universidade de Fortaleza. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Planejamento Estratégico. Trabalha com Projeto Arquitetônico , Desenvolvimento, Economia Política e Gestão Territorial. Estuda Epistemologia, Métodos e Técnicas de Pesquisa e Gestão da Informação. Ensina Métodos e Técnicas de Pesquisa e Epistemologia.