(R)existir com imagens: considerações sobre a produção audiovisual indígena no Brasil

  • Karliane Macedo Nunes Universidade Federal da Bahia Universidade Federal do Amazonas
Keywords: produção audiovisual indígena, Vídeo nas Aldeias, resistência

Abstract

O presente artigo trata das produções audiovisuais indígenas realizadas no Brasil, sobretudo aquelas vinculadas ao projeto Vídeo nas Aldeias, que desde o final dos anos 1980 vem promovendo oficinas de formação audiovisual em diversos territórios, incentivando o protagonismo de jovens indígenas na construção de suas imagens e narrativas. Chama a atenção a forma criativa como os jovens cineastas vem se apropriando das tecnologias de modo a produzir filmes que - para além propósito inicial de registrar e “preservar” a tradição – potencializam as possibilidades abertas pelo cinema, pondo-se a criar novas imagens, (re)inventar culturas, abalar imaginários, manter-se em movimento, (r)existir.

Author Biography

Karliane Macedo Nunes, Universidade Federal da Bahia Universidade Federal do Amazonas
Professora do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Amazonas. Doutoranda do Programa Multidisciplinar em Cultura e Sociedade, da Universidade Federal da Bahia, com pesquisa sobre Cinema Indígena. Bolsista Fapesb. Membro do Grupo de Pesquisa em Cultura e Subalternidades, da Ufba.

References

BRASIL, André. Formas de vida na imagem: da indeterminação à inconstância. Revista FAMECOS. Porto Alegre, v. 17, n.3, p. 190-198, setembro/dezembro 2010. _____________. Mise-en-abyme da cultura: a exposição do “antecampo” em Pi’õnhitsi e Mokoi Tekoá Petei Jeguatá. Significação. v. 40, n. 40, 2013. BUSSO, Adriana F. Ao sabor das águas acreanas. Etnografia das oficinas de vídeo do Projeto Vídeo nas Aldeias: Ashaninka e Huni Kuin. Dissertação de Mestrado. UFSCar, São Carlos, 2011. CARELLI, Vincent; GALLOIS, Dominique. “Índios eletrônicos”: uma rede indígena de comunicação. Sexta-feira (2), “Festas”. Disponível em: http://www.antropologia.com.br/tribo/sextafeira/. ____________________. Vídeo e diálogo cultural: experiências do projeto Vídeo nas Aldeias. Horizontes Antropológicos, (2), Antropologia Visual, PPGAS/UFRGS, 1995. CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Cultura com aspas. São Paulo: Cosac Naif, 2010. GRUPIONI, Luís Doniseti Benzi (org.). Índios no Brasil. São Paulo: Global; Brasília, MEC, 2000. MIGLIORIN, Cezar. Território e virtualidade. Quando a “cultura” retorna no cinema. In: Revista Famecos. Mídia, cultura e tecnologia. Porto Alegre, vol. 20, n.2, maio/agosto 2013. MORGADO, Paula. Cinéma améridien brésilien et utilisation du cyberspace. Pour quoi? Anthrovision. [On line]. 2.2 (2014), On line since 05 January 2015, connection on 09 February 2015. PEREIRA, Eliete S. Pós-modernidade e mídias nativas: a comunicação indígena audiovisual brasileira. Comunicação e Sociedade, Vol. 18, 2010, p. 97-105. QUEIROZ, Ruben C. Cineastas indígenas e pensamento selvagem. Revista Devires. Cinema e humanidades. V. 5 n. 2 Jul/Dez. UFMG, Belo Horizonte, 2008. SHOHAT, Ella; STAM, Robert. Crítica da imagem eurocêntrica: multiculturalismo e representação. São Paulo, CosacNaif, 2006. STAM, Robert. Multiculturalismo Tropical: uma história comparativa da raça na cultura e no cinema brasileiros. São Paulo, Edusp, 2008. VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Perspectivismo e multinaturalismo na América Indígena. In: A inconstância da alma selvagem e outros ensaios de antropologia. CosacNaif, 2002.

Published
2017-01-14
How to Cite
Nunes, K. (2017). (R)existir com imagens: considerações sobre a produção audiovisual indígena no Brasil. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 5(1), 318-343. https://doi.org/10.25160/v5.i1/d12
Section
Dossier