A gestão ambiental e territorial de Terras Indígenas da Amazônia brasileira: uma questão climática

Main Article Content

Martha Fellows Dourado
Carolina Correa Nóbrega
Fernanda Bortolotto
Ane Alencar
Paulo Moutinho

Abstract

As Terras Indígenas protegem uma grande proporção da Amazônia brasileira, contribuindo para a redução do desmatamento e manutenção do equilíbrio climático da região. Este papel ecológico é consequência direta da gestão ambiental e territorial que os povos indígenas praticam tradicionalmente a milhares de anos. O cenário político atual e o avanço do desmatamento e de outras atividades antrópicas têm ameaçado a autonomia e direitos historicamente conquistados. Adicionado a esse cenário, as mudanças climáticas têm o potencial de agravar os impactos ambientais que as Terras Indígenas estão expostas, ameaçando suas tradições e modos de vida. Neste trabalho nós discutimos como o cenário político e outras ameaças têm afetado os povos indígenas brasileiros, os efeitos das mudanças climáticas em seus territórios e os meios de adaptação a tais mudanças. Como parte das possíveis ações de adaptação, apresentamos uma ferramenta de gestão para o planejamento da gestão ambiental e territorial das terras indígenas.

Article Details

How to Cite
Dourado, M., Nóbrega, C., Bortolotto, F., Alencar, A., & Moutinho, P. (2017). A gestão ambiental e territorial de Terras Indígenas da Amazônia brasileira: uma questão climática. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 5(1), 230-253. https://doi.org/10.25160/v5.i1/d9
Section
Dossier
Author Biography

Martha Fellows Dourado, Amazon Environmental Research Institute

Indigenous Study Center 

Research assistant

References

Baker et al., 2008. Barlow et al., 2008. Bennett et al., 2013. Brando et al., 2013. Brando et al., 2008. BRASIL, 2010. BRASIL, 2012. Coe et al., 2013. Cox et al., 2008. Crisostomo et al., 2015. DIAP, 2014. Duffy et al., 2015. Filho, and de Souza, 2009. Heil Costa, 2009. IBGE, 2012. IPCC, 2012. IPCC, 2013. IPCC, 2014. Kesler, and Walker, 2015. Moutinho et al., 2015. Nepstad et al., 2002. Nepstad et al., 2006. Nery et al., 2013. Rammig et al., 2010. Ramos, 1995. Ricardo et al., 2015. Salick, and Byg, 2007. Schwartzman et al., 2013. Schwartzman, and Zimmerman, 2005. Silvério et al., 2015. Soares-Filho et al., 2010. Soares-Filho et a., 2012. Verdum, 2012. Walker, Wayne et al., 2015. Warner, 2015.