Quando o projeto era moda: projetos sociais, juventudes e a política de “pacificação” no Rio de Janeiro.

Main Article Content

Fátima Cecchetto
Juliana Corrêa
Patrícia Farias

Abstract

A questão central deste artigo é explorar as implicações de projetos sociais dirigidos aos jovens moradores de favelas no Rio de Janeiro, dentro de um contexto de investimentos estatais com a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora - as UPPs. Busca-se examinar as representações dos jovens sobre o papel dos “projetos” em suas trajetórias e os discursos sobre a atuação policial nos territórios “pacificados”. A partir de trabalho de campo, observação participante, grupos focais e entrevistas,  analisamos os desafios dos programas destinados aos jovens em situação de vulnerabilidade, cuja precariedade compromete o desenvolvimento do protagonismo juvenil. Problematizamos também os avanços e dilemas do policiamento de proximidade nas localidades afetadas pela política de “guerra às drogas”. Concluímos que enquanto as políticas voltadas para a juventude, incluindo as de segurança pública forem apenas moda, não será possível a mudança que assegure a mobilidade, ampliando o horizonte de expectativas de inclusão social.     

Article Details

How to Cite
Cecchetto, F., Corrêa, J., & Farias, P. (2016). Quando o projeto era moda: projetos sociais, juventudes e a política de “pacificação” no Rio de Janeiro. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 4(2), 483-512. Retrieved from https://tidsskrift.dk/bras/article/view/21970
Section
Dossier

References

Almeida, Maria Isabel Mendes de. 2008. 'Juventude E Empreendedorismo: Uma Abordagem Das Novas “Subjetividades Executivas”'. Desigualdade E Diversidade 3. https://www.espm.br/ConhecaAESPM/CAEPM/nucleodeestudosdajuventude/Documents/Banco%20de%20Dados%20Jovens/4.%20JOVENS%20E%20TRABALHO/4.3.%20jovens%20empreendedorismo.pdf.

Arce, Manuel Valenzuela. 1999. Vida de barro duro.  Cultura popular juvenil e grafitti. Rio de Janeiro, EdUFRJ.

Barker, Gary T. 2008. Homens Na Linha De Fogo: Juventude, Masculinidade E Exclusão Social. Rio de Janeiro: 7Letras.

Bourdieu, Pierre, and Loïc J. D Wacquant. 2008. Una Invitación A La Sociología Reflexiva. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores Argentina.

Bourdieu, Pierre, 1983. “A juventude é apenas uma palavra”. In: Questões de sociologia, Rio de Janeiro, Marco Zero.

Cano, Ignacio, Doriam Borges, and Eduardo Ribeiro. Os Donos Do Morro: uma avaliação exploratória do impacto das unidades de polícia pacificadora (UPPs) no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Fórum Brasileiro de Segurança Pública - LAV-UERJ, 2012

Cardoso, Adalberto. 2013. 'Juventude, Trabalho e Desenvolvimento: Elementos Para Uma Agenda De Investigação'. Caderno CRH 26 (68): 293-314. doi:10.1590/s0103-49792013000200006.

Cecchetto, Fátima. 2004. Violência e estilos de masculinidade. Rio de Janeiro. Fundação Getúlio Vargas Ed. 

Cecchetto, Fátima, and Patrícia Farias. 2009. 'Tu Mora Onde?” Território E Produção De Subjetividade No Espaço Urbano Carioca'. In Cidade: Olhares E Trajetórias, 1st ed. Rio de Janeiro: Garamond.

Corrêa, Juliana Silva. 2013. 'As Representações De Jovens Moradores Do Complexo Do Alemão No Rio De Janeiro Sobre A Implantação Das Unidades De Polícia Pacificadora - UPP'. Dissertação, Escola Nacional de Saúde Pública –ENSP, Fundação Oswaldo Cruz.

Dubet, François. 1987. La galère – jeunes em survie. Paris, Fayard.

Farias, Patrícia. 2003. Pegando uma cor na praia: relações raciais e classificação de cor na cidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Prefeitura da Cidade/Secretaria das Culturas.

Karam, Maria Lúcia; 2015. Legalização das drogas  São Paulo, Estúdio Editores. Coleção Para Entender Direito.

Landim, Leilah. 1993. 'A Invenção Das Ongs: Do Serviço Invisível A Profissão Sem Nome'. Doutorado, Museu Nacional. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Lipovestky, Gilles. 2009. O império do efêmero – a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo, Cia. Das Letras.

Machado da Silva, L. A.(org.). Vida sob cerco: violência e rotina nas favelas do Rio de Janeiro. Nova Fronteira, 2008.

Machado da Silva, Luiz Antônio. 2010. 'Afinal, Qual É A Das Upps?'. Observatório Das Metrópoles. http://www.observatoriodasmetropoles.ufrj.br/artigo_machado_UPPs.pdf.

Misse, Michel. 2011a. 'Crime Organizado E Crime Comum No Rio De Janeiro: Diferenças E Afinidades'. Rev. Sociol. Polit. 19 (40): 13-25. doi:10.1590/s0104-44782011000300003.

Misse, Michel. 2011. 'A Categoria “Bandido” Como Identidade Para O Extermínio: Algumas Notas Sobre Sujeição Criminal A Partir Do Caso Do Rio De Janeiro'. In Violência E Dilemas Civilizatórios: As Práticas De Punição E Extermínio, 1st ed. Campinas: Pontes Editores.

Monteiro, Rodrigo de Araújo. 2009. 'Prevenção Da Violência: O Caso De Projetos Sócio Esportivos Nos Subúrbios Cariocas'. Doutorado, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Muniz, Jacqueline De Oliveira, and Kátia Sento Sé Mello. 2015. 'Nem Tão Perto, Nem Tão Longe: O Dilema Da Construção Da Autoridade Policial Nas Upps'. Civitas - Revista De Ciências Sociais 15 (1): 44. doi:10.15448/1984-7289.2015.1.19939.

Novaes, Regina. 2006. 'Os Jovens De Hoje: Contextos, Diferenças E Trajetórias'. In Culturas Jovens: Novos Mapas Do Afeto, 1st ed. Rio de Janeiro: Zahar.

Pais, José Machado. 1990. A construção sociológica da juventude- alguns contributos. Análise Social, v.XXV (105-106), p.139-165.

Waiselfisz, Julio Jacobo. 2015. Mapa Da Violência 2015: Mortes Matadas Por Armas De Fogo. Brasília: FLACSO. http://www.mapadaviolencia.org.br/pdf2015/mapaViolencia2015.pdf.

Zaluar, Alba. 2004. Integração Perversa. Rio de Janeiro: Editora FGV.

Zaluar, Alba. 2014. 'Sociability In Crime. Culture, Form Of Life Or Ethos?'. Vibrant, Virtual Braz. Anthr. 11 (2): 12-46. doi:10.1590/s1809-43412014000200001.