O Brasil é um Estado Racista? Dois ou três apontamentos e algumas definições.

Main Article Content

Geraldo Witeze Junior
Aruanã Antonio dos Passos

Abstract

Neste artigo usamos as noções de colonialidade (E. Dussel e A. Quijano) e de racismo de Estado (H. Arendt) para criticar os modos de dominação contemporâneos, em particular na realidade brasileira. Esses conceitos não servem apenas para compreender a realidade histórica e a constituição dos modos de dominação etnocêntricos e eurocêntricos, mas também para intervir no espaço público produzindo formas de pensamento libertárias a partir de uma reflexão autocrítica. Exploramos a ideia de que o Brasil pode ser considerado um estado racista com relação aos povos indígenas. Usamos o conceito de colonialidade para desenvolver essas ideias, de forma a deixar claro que é possível ser um estado colonial mesmo após se tornar formalmente independentemente.

Article Details

How to Cite
Witeze Junior, G., & dos Passos, A. (2014). O Brasil é um Estado Racista? Dois ou três apontamentos e algumas definições. Brasiliana - Journal for Brazilian Studies, 3(1), 386-412. https://doi.org/10.25160/v3.i1/ga.2
Section
General Articles
Author Biographies

Geraldo Witeze Junior, Professor do Instituto Federal de Goiás - Câmpus Formosa Doutorando em História na Universidade Federal de Goiás

Bacharel e Licenciado em História, mestre em Teoria e História Literária, sempre pela Universidade Estadual de Campinas. Entre 2005 e 2009 foi professor de História na rede estadual paulista. Atualmente é professor do departamento de História da Universidade Estadual de Goiás, unidade de Jussara. Cursa o doutorado em História na Universidade Federal de Goiás pesquisando os projetos utópicos de Vasco de Quiroga na América. Tem experiência em História da América, História indígena e ambiental e Teoria Literária

Aruanã Antonio dos Passos, Professor da Universidade Estadual de Goiás - unidade Cora Coralina Doutorando em História na Universidade Federal de Goiás

Possui graduação e mestrado em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atualmente é professor assistente da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, História Contemporânea, Teoria da História e Historiografia.