[1]
L. Gonçalves and M. I. Matos, “‘Meu primeiro manifesto político foi um romance’: reflexões sobre a obra O Estrangeiro de Plínio Salgado”, BJBS, vol. 3, no. 1, pp. 472-511, Jul. 2014.